Como começar um SAF (Sistema Agroflorestal) ?

saf
comecar-agrofloresta

#1

Quais são os recursos e as etapas para começar um SAF ?


#2

Ter ferramentas como um tratorito, roçadeira e recurso financeiro certamente torna as coisas mais ágeis e talvez fáceis, mas não tê-las não é impeditivo.

Voltando pro cenário ideal, você tem como etapas:

  • Desenho do SAF
  • Preparar o solo das leiras
    • Afofar manualmente ou com aração
    • Adubar (Pode se na leira toda ou localizada)
    • Cobrir com matéria orgânica
  • Madeira no caminhos, caso não vá usar um tratorito no futuro para replantio
  • Plantio

Estas etapas envolvem alguns recursos, como:

  • Desenho do SAF: Defina seus objetivos de curto (horta), médio (frutíferas) e longo prazo ( frutíferas e madeira). Pense nos seus consórcios de plantas companheiras. Essa parte embora parece ser simples envolve vários objetivos que precisam ser analisados.

    • Necessidade/objetivo comercial
    • Combinar espécies harmonicamente no espaço físico ( horizontal e vertical ) no tempo
    • Respeitar a estratificação
    • Projetar para sucessão natural
  • Ferramentas: As ferramentas podem ser as simples enxada, enxadão, carrinho, baldes ou um tratorito para facilitar a vida!

  • Matéria orgânica: Isso é ouro na agrofloresta! Pra começar o sistema com uma boa cobertura, com uns 4cm para evitar que a decomposição descubra o solo rapidamente, além de reduzir a volta das espécies indesejadas e aumentar retenção de água no solo. Existem algumas opções usadas, como:

    • Braquiária
    • Palha de arroz, bagaço de cana ( atenção a contaminantes nos materias externos )
    • Serragem de madereiras (sem tratamento químico)
    • Matéria orgânica de poda da cidade
    • Sobra de processamento de eucalipto
  • Sementes ou mudas: Vai de semente ou de muda? No caso das arbóreas, existem dois tipos de sementes as “recalcitrantes” que se não plantadas rapidamente, acabam perdendo a germinação ou “ortodoxas” que são mais protegidas da umidade e podem durar de meses até anos. Então, dependendo das espécies de plantio, vai precisar trabalhar com sementes ou mudas. Normalmente não há abundância de sementes e para começar as mudas são mais seguras para evitar perdas e replantios.

    No caso das hortaliças, algumas espécies de ciclo médio, são plantadas de sementes como quiabo, abóbora, milho, mas folhasas que são rápidas, acabam sendo plantadas de mudas. Encontre um bom viveiro de hortaliças para te ajudar. Considere que sempre há perdas com replantio.

  • Adubação: Existem vários tipos de adubos como estercos, rochagem e adubação verde, cada um difere na sua composição físico-química. Por isso é necessário primeiro entender como está o solo e quais são os principais macro e micro nutrientes que o solo precisa, faça uma análise do solo e estude Ana Primavesi para aprender os indicadores à partir as espécies presentes no solo.
    No caso da adubação verde, envolve também o planejamento para o consórcio do plantio e a atenção para como será feito o manejo recorrente no futuro.

  • Mão de obra: Quantas pessoas e em de quanto tempo será necessário para realizar todo seu manejo? Isso impacta diretamente do seu investimento e no seu planejamento, conte com isso.