Alternativas de técnicas para o uso da palma forrageira e babosa para hidratar as mudas

palma-forrageira
babosa
muda

#1

Eu costumo cortar as folhas/cladódios na horizontal em tiras finas (no máximo 2 cm de altura), espalhar em volta das mudas e depois cobrir com matéria orgânica seca.
Mas não sei dizer se há técnica melhor, que mantenha a umidade por mais tempo ou que tenha mais benefícios. Alguém utiliza ou já ouviu falar de alguma técnica de uso dessas plantas?

Grato


#2

Você pode cortar talos de pseudo caule de bananeira em pedaços de 40 cm mais ou menos, dividi-los ao meio e colocar a parte do centro vidara para baixo e cobrir com palha ou folhas. Terá umidade por um bom tempo


#3

Obrigado, @floresta_sintropica . Eu já usei algumas vezes as “telhas” de bananeira, e realmente acredito ser a melhor e mais eficiente opção… Mas estou começando agora e não tenho mais bananeiras no ponto de usar… Já a palma, babosa e outras plantas como mandacaru, sizal, etc… que resistem facilmente à seca da caatinga (onde moro), consigo produzir com mais facilidade (ou menos dificuldade…rsrsrs), por isso queria saber se mais alguém havia experimentado elas e como foi o procedimento mais eficiente.


#4

Este artigo do Henrique Souza vai na linha do que você está fazendo, veja se trás novas informações e compartilhe conosco :wink:

Em um trabalho mais complexo, se introduz a palma e sisal adensados juntamente
com as plantas de ciclo curto, como o milho e o feijão e introduz na mesma época as
plantas forrageiras, adubadeiras, frutíferas e florestais.

agrofloresta_semi_arido_henrique_souza.pdf (58,8 KB)

Também há os produtos industrializados de Hidrogel.


#5

@floresta_sintropica , me desculpe. Só agora percebi que o título do tópico dava a entender que eu buscava outras espécies para utilizar no processo, ao invés de novas técnicas pra usar com as espécies que tenho a disposição.
Já editei o título do tópico. Obrigado!


#6

Obrigado, @michel . Não conhecia esse artigo do mestre. Vai me ajudar no próximo plantio com essas idéias que ele apresentou.
Mas ele não cita nada na questão do uso da palma (ou outras) como material de hidratação. Nunca achei nenhum material sobre isso especificamente… Tô começando a achar que não deve ser muito eficiente pra esse fim, e estou me esforçando a toa, pq parece que ninguém usa! rsrsrs


#7

Se não estou enganado, usam esta técnica sim, no caso da babosa ela é descascada e colocada abaixo das raízes da muda, assim ela vai “consumindo” de acordo com sua necessidade.

Me parece inclusive fazer tanto sentido do que colocar acima do solo, pois está mais protegida do sol, variabilidade de temperatura, umidade e acredito que assim dure mais. :wink:


#8

Vixe… Então o artigo não carregou completo aqui. Aqui só veio com 3 páginas…
Mas enfim, o que acabou de dizer ajuda por demais! Faz sentido mesmo… Vou tentar da forma que vc disse, na próxima oportunidade.
Obrigado mais uma vez, @michel !


#9

A Marsha Hanzi usa muita palma e babosa lá no sertão da Bahia em Tucano.
É ótima. Além disso, ela também planta em ninhos. Isso mantém mais a umidade. E plantio adensado. Consórcios com plantas que desenvolvam raízes pivotantes e xilopodium também ajudam pois elas captarão e manterão umidade.


#10

Obrigado, @viviyujini!


#11

Descobri também o biogel/hidrogel, vale a pena pesquisar seu uso.


#12

Eu soube a primeira vez sobre o biogel a alguns anos quando comecei a pesquisar sobre eucalipto. Realmente é um recurso muito promissor. Mas eu ainda tenho muita relutância em usar produtos industrializados… Nem mesmo a velha técnica de enterrar uma garrafa pet furada pra irrigação subterrânea não uso com receio de intoxicar a terra com plástico degradado… :sweat_smile:


#13

Isso ai amigo, busque sempre processos naturais!


#14

eu coloquei as garrafas em algumas plantas mais exigentes com a umidade do solo e posso dizer que foi eficiente, mas de fato após ela crescerem um tanto que ja proporciona uma melhor captação de água do solo eu retirei elas e enterrei com um pouco de compostagem, até agora todas estão bem.
Ao fazer isso é necessário retirar o rotulo e a cola, além disso não confio em deixar elas muito tempo la, mesmo assim reaproveito para novas mudas que estou plantando.


#15

Gostei da idéia de retirar depois que a muda se estabelecer e aproveitar o buraco para adubar… Mudou meus conceitos. Acho que vou tentar dessa forma! Valeu, @Pedro_curioh !